Blog da Magda Vieira; Nutrição, Saúde e Bem-Estar

quarta-feira, 21 de março de 2012

Pensamento gordo é um dos fatores que levam a comer em excesso

Desenvolver estratégias para mudanças de pensamento geram atitudes assertivas

A compulsão é um grande tormento para milhares de pessoas que sofrem com o sobrepeso e obesidade. Quem nunca teve um momento de deslize e exagerou ao comer, não sabe a culpa e a auto recriminação que as pessoas sentem, quando acabam comendo em excesso.
A compulsão, é o termo utilizado para atos que o indivíduo se sente coagido internamente a realizar, pois se não o fizer haverá incremento da angústia.
Desta forma, podemos pensar em como a comida acaba levando a uma satisfação rápida, tanto de emoções, como de sentimentos angustiantes, pois é uma forma rápida de compensação e de alívio.
A forma de pensar gordo tem relação direta nesse aspecto, pois ao avaliarmos esses indivíduos, verificamos que os mesmos estabelecem uma relação de dependência, a nível de satisfação tanto corporal quanto pessoal.
O segredo é criar consciência do porque está comendo. Se está com fome, se come para acompanhar alguém, ou porque está descontando emoções na comida, e se perguntar sempre, o porquê está comendo.
Diante desses questionamentos, o único caso que deve ser resolvido com comida é a fome. Se estiver triste chore; se está ansiosa tome um banho, relaxe, respire fundo. O importante é vivenciar as emoções e resolver cada uma delas com a solução mais adequada, isto é, permitir sentir o que está acontecendo e procurar resolver da forma mais assertiva, que com certeza, não será a comida.
A partir daí, você vai começar a perceber a diferença entre fome-física e fome-emocional, e vencer a compulsão. Essa percepção e o reconhecimento das duas situações distintas abrem seu leque de opções, te dando instrumentos para lidar melhor com essas situações.
É você quem vai decidir se come ou não come, é você que tem que ter o controle sobre seu corpo e emoções. Como comer é para vida toda, é importante que aprenda a lidar com a comida, pois viver de regime é contraproducente e gera compulsão alimentar.
O mais importante, é que após tomar todas as medidas necessárias para perder peso, com o acompanhamento do seu nutricionista e mesmo assim encontrar dificuldades em seguir por não manter as orientações, é procurar um Psicólogo para poder compartilhar e solucionar, daquilo que não está determinado somente na necessidade orgânica de se alimentar, ou melhor, trabalhar o porquê está precisando se alimentar de comida e não de afeto, de carinho, de alegrias, de realizações.
Aprender a viver a vida com prazer, pois em nossa rotina diária, acabamos não nos permitindo vivenciar atividades prazerosas, e vamos sendo esmagados pelas obrigações .O foco é identificar o que em você não está sendo bem canalizado, preenchido, que a comida está tendo que tapar.

3 comentários:

  1. Dr.ª Infelizmente eu tenho pesamento gordo! Tenho que mudar...Drª Posso colocar um link no meu blog divulgando o seu? Aguardo sua resposta, porque a Geovana está melhorando o meu blog. Vai ficar assim um banner e a pessoa pode clicar e cai direto no seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos mudar sim minha querida! rs...
      Te enviei um e-mail... dê uma olhadinha!
      Beijos...

      Excluir
  2. Vamos mudar sim minha querida! rs...
    Te enviei um e-mail... dê uma olhadinha!
    Beijos...

    ResponderExcluir

© Blog da Magda Vieira - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Giovanna Lacerda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo