Blog da Magda Vieira; Nutrição, Saúde e Bem-Estar

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Comer uma maçã por dia agora tem um novo significado



"Comer uma maçã por dia" agora tem um novo significado para aqueles que querem manter a agilidade mental à medida que envelhecem. Nova pesquisa realizada pela University of Massachusetts Lowell sugere que consumir suco de maçã pode proteger contra danos celulares que contribuem para a perda de memória associada com a idade, mesmo em animais de teste que não tinham a tendência de desenvolver a doença de Alzheimer e outras demências.

"Este estudo sugere que comer maçã e tomar o seu suco, associados a uma dieta balanceada, pode proteger o cérebro dos efeitos do estresse oxidativo - e que nós deveríamos ingerir alimentos ricos em antioxidantes", observa o principal pesquisador Thomas B. Shea, Ph.D., diretor da University of Massachusetts Lowell's Center for Cellular Neurobiology and Neurodegeneration Research. Embora sejam necessárias outras pesquisas, Shea está animado com as descobertas.

A suplementação com suco de maçã protegeu completamente os camundongos velhos do estresse oxidativo causado pela dieta deficiente de nutrientes. Além disso, resultou em acuidade mental maior quando os camundongos envelhecidos consumiram o equivalente a 2-3 xícaras de suco, ou seja, aproximadamente de 2-4 maçãs por dia. "Acreditamos que este efeito seja devido aos altos níveis de antioxidantes presentes na maçã", afirma Shea.

Pesquisa anterior realizada com seus colegas também concluiu que não é o açúcar nem a energia do suco de maçã os responsáveis pelos efeitos positivos mas sim os atributos antioxidantes da maçã.

Fonte: Journal of Alzheimer's Disease

Solidão associada à hipertensão em idosos



A solidão é um importante fator de risco para o aumento de pressão sangüínea em americanos mais velhos e pode aumentar o risco de morte por derrame e doença cardíaca, segundo nova pesquisa da University of Chicago.

Pesquisadores descobriram que pessoas solitárias têm leituras de pressão sangüínea até 30% maior do que pessoas não-solitárias, mesmo quando outros fatores tais como sintomas depressivos ou estresse são considerados, disse Louise Hawkley, cientista do Center for Cognitive and Social Neuroscience, na University of Chicago, e John Cacioppo, do Tiffany & Margaret Blake Distinguished Service Professor in Psychology.

Isto é equivalente à diferença entre pressão normal de 120 e hipertensão arterial no estágio 1 com pressão arterial de 150.

Diferenças da pressão arterial entre pessoas solitárias e não solitárias foram menores aos 50 anos e maiores entre os adultos mais velhos, aqueles na idade da aposentadoria.

O aumento da pressão sangüínea associada com a solidão é aproximadamente da mesma magnitude das reduções obtidas por meio da perda de peso e atividade física regular em pessoas que sofrem de hipertensão. "Por esses padrões, melhorar a atividade social pode ter benefícios clínicos comparáveis a mudanças no estilo de vida", escrevem os autores.

Participaram da pesquisa 229 pessoas, com idade entre 50 e 68 anos. O grupo selecionado aleatoriamente incluíam brancos, afro-americanos e latinos que fazem parte de um estudo de longo prazo sobre envelhecimento.

Eles foram questionados quanto ao grau de relacionamento com outras pessoas por meio de uma série de tópicos, tais como "Eu tenho muito em comum com as pessoas que me cercam", "Meus relacionamentos sociais são superficiais" e "Eu posso encontrar companhia quando eu desejo".

Os pesquisadores também examinaram dados sobre peso, consumo de álcool, fumo, medicamentos para hipertensão arterial e características demográficas e constataram que pessoas que tiveram pontuação alta em relação à solidão tinham uma pressão sangüínea significativamente maior do que as pessoas não-solitárias com perfil similar em outras medidas.

A pesquisa também mostrou que aumentos na pressão sangüínea associados com envelhecimento são agravados pela solidão.

"Pessoas solitárias diferem dos indivíduos não solitários em sua tendência de perceber circunstâncias estressantes como ameaçadoras ao invés de desafiadoras, lutam com o estresse de forma passiva e não conseguem lançar mão de um suporte emocional e instrumental para sair do estresse ao invés de lutar de forma ativa e tentar resolver o problema", disse Cacioppo.

O estudo com pessoas jovens mostrou um aumento de resistência ao fluxo sangüíneo como resposta ao estresse. A maior resistência ao fluxo sangüíneo em pessoas solitárias comparada a de pessoas não solitárias pode aumentar a pressão sangüínea de pessoas solitárias ao longo do tempo, disse Cacioppo.

Estudos longitudinais estão a caminho para examinar se a solidão, agora associada com aumento da pressão sangüínea, pode desempenhar um papel causal, disse ele.

Fonte: Psychology and Aging

Ressaca: como evitar, atenuar ou melhorar mais rápido



Bom, primeiro o que é RESSACA?

É aquele conjunto de sintomas bem incômodos e por vezes incapacitantes que aparece já na manhã seguinte ao abuso de bebidas alcoólicas e pode durar horas ou mesmo dias.

O que causa a RESSACA?

- Baixa ingestão de líquidos
- Alimentação inadequada
- Intoxicação pelo álcool ingerido
- Sintomas de “abstinência”  do álcool
Isto porque, aproximadamente:
- 50% da ressaca é: desidratação que o álcool causa + pouca reposição de líquidos junto à ingestão das bebidas alcoólicas
- 25% da ressaca é pela relativa desnutrição/hipoglicemia que o abuso alcoólico causa + pouca (e ruim) alimentação junto e após a ingestão do álcool
- 25% é fruto da intoxicação do organismo, sobretudo fígado e cérebro (mas também, de maneira importante, aparelho gastrintestinal, músculos e pulmões) combinada à falta que o cérebro sente do efeito estimulante inicial do álcool

Como evitar a RESSACA:
 
- Não ingerir bebidas alcoólicas (óbvio)
- Se for beber mesmo, não cometer excesso e observar as demais regras da seção “como atenuar” abaixo

Como atenuar a RESSACA:
 
- Não beber em excesso
- Alternar o máximo possível de água entre os drinks alcoólicos
- NUNCA beber de “estômago vazio” - alimentos ricos em proteínas e boas gorduras são "ótimas pedidas"
- Alimentar-se  regularmente durante a “bebedeira”
- Preferir sempre bebidas de qualidade
- Respeitar a hora de parar: lembre-se sempre que quando você começa a sentir efeitos desagradáveis ainda há quantidade de álcool já ingerida nos seus intestinos, sendo absorvida
- Se fumar, o mínimo possível (evite sobrecarga de ainda mais toxinas)
- Beber pelo menos um copo cheio de suco natural logo antes de dormir (ou alimentação leve + boa quantidade de água)

No dia seguinte:

* Alimentos leves, regularmente
* Muita água, regularmente
* Exercício físico bem leve (uma caminhada, por exemplo) ajuda na desintoxicação
* Respeite seus limites – Seu organismo pode pedir só repouso mesmo
* EVITE consumir mais bebida alcoólica (errar uma vez é humano mas repetir não é muito "inteligente")
* Cuidado com overdose de medicamentos ou mesmo chás - lembre-se que seu fîgado está tendo muito trabalho e não precisa de ainda mais (sabe o boldo? Excelente para o fígado mas aumenta acidez no estômago).

Espero ter ajudado. Um abraço.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Semente de Chia


Só se fala dela!

A semente de chia (Nome científico: Salvia hispanica) é originaria da planta do deserto Salvia Hispânica, sendo conhecida também por este nome: Salvia além de Chia, Chiabaan, Sementes da Força, Alimento Executivo, Grãos do Guerreiro, entre outros. Pertence à família da menta, no sul do México.

Suas sementes são pequenas e podem variar quanto à cor, podem ser: cinzas, castanhas, pretas e brancas. Na era Pré-colombiana estas sementes eram ingredientes das dietas dos astecas e maias, principalmente por aqueles que precisavam de força e resistência física.
  
A semente de chia é um alimento muito poderoso em questões funcionais e nutricionais. Possui grande quantidade de ômega 3, fibras, antioxidantes, proteínas e minerais como ferro, cálcio, magnésio e potássio. A chia tem o poder de auxiliar na perda de peso, pois promove saciedade devido à grande quantidade de fibras presente em sua composição, tornando a digestão mais lenta. Assim, o indivíduo fica satisfeito mais rapidamente, passando a comer em menores porções. Ajuda também no combate às inflamações, devido à presença do ômega 3 no grão.

A chia pertence ao grupo das sementes mucilaginosas, que são ricas em fibras alimentares solúveis e insolúveis. Estas mucilagens são benéficas para o intestino, pois a semente de chia tem a capacidade de inchar quando entra em contato com a água, formando uma espécie de gelatina, auxiliando o bom funcionamento do intestino e potencializa a absorção de nutrientes pelo organismo. Além de aumentar a sensação de saciedade durante as refeições, fazendo com que o indivíduo demore mais tempo para sentir fome novamente.

A chia pode ser encontrada em formas de grãos (forma in natura), óleo e farinha. Contribui para a redução do colesterol e triglicerídeos, controla a glicemia, ajuda na formação óssea, previne o envelhecimento precoce e melhora a imunidade do organismo. Promove um aumento da energia e resistência, melhora a saúde cardiovascular, estimula o crescimento e o desenvolvimento cerebral da criança, melhora a saúde do cólon e do intestino. Porém é valido lembrar que esta semente possui alto teor calórico, contribuindo assim para o ganho do peso quando consumida em excesso.

As sementes de chia são oleaginosas que podem ser utilizadas com as sementes inteiras ou moídas em diversas preparações como: saladas, temperos, molhos, saladas de frutas, iogurtes, bolos, pães e biscoitos. Em forma de grãos pode ser misturada a frutas. Já na forma de óleo pode ser usada como tempero. Em forma de grãos é mais utilizada em preparações com bolos, pães, e biscoitos. Em forma de farinha é mais utilizada no preparo de iogurtes, vitaminas e saladas.

Procure um nutricionista para melhor orienta-lo!

Dormir pouco aumenta o apetite por comida gordurosa



Dormir pouco pode aumentar o apetite por comidas gordurosas, segundo um estudo divulgado nesta semana pela Universidade Columbia, nos Estados Unidos.

De acordo com Marie-Pierre St-Onge, autora do estudo, isso acontece porque a visão de alimentos pouco saudáveis, durante um período de restrição de sono, ativa centros de recompensa no cérebro que não são ativados da mesma maneira quando o sono é adequado.

A constatação foi feita depois de submeter vinte cinco pessoas, entre homens e mulheres, a exames de ressonância magnética enquanto olhavam para imagens de alimentos saudáveis e gordurosos.

Os participantes foram divididos em dois grupos: um que dormiu apenas quatro horas durante cinco noites e outro que dormiu nove horas no mesmo período. Ao compararem dados dos dois grupos, os que dormiram menos se mostraram mais atraídos pelos alimentos gordurosos.

Pesquisas anteriores já mostraram que o sono restrito leva ao maior consumo de alimentos, principalmente doces, e aumenta o risco de obesidade.

"Os resultados sugerem que, sob sono restrito, as pessoas vão achar alimentos ruins melhores do que são, o que pode levar a um maior consumo desses alimentos", afirma St-Onge.

Fonte : G1

terça-feira, 12 de junho de 2012

Um dia separado para o romance

Hoje o amor está no ar... por todas as partes o que se vê é puro romance! 
Que isso possa ser algo real e eterno para todos nós! Para quem acha que está sozinho.... vc está acompanhado sim...e é uma pessoa mais que especial, vc mesmo; o amor verdadeiro começa ai... de vc! 




Feliz dia dos namoradossssssssssss!!!!


Aproveite esse lindo dia para fazer uma refeição deliciosa e bastante nutritiva! Fondue de chocolate com frutas.




Ingredientes:

.200 g de chocolate meio amargo ralado no ralo grosso
.1 xícara (chá) de creme de leite light
.1/4 de xícara (chá) de conhaque
.Frutas picadas variadas: banana, morango, pêssego, gomos de tangerina, manga, cerejas, uva, kiwi, pêra, carambola, mamão, abacaxi

Modo de preparo:

Em uma panela própria para fondue, coloque o creme de leite light para aquecer. Adicione o chocolate ralado e mexa até derreter por completo e formar uma mistura homogênea. Adicione o conhaque e mexa bem. Deixe a chama baixa do aparelho do fondue e mergulhe com o garfo próprio um pedaço picado da fruta escolhida. 

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Dieta NÃO É sinônimo de reeducação alimentar!



Muitas pessoas acreditarem que “dieta” é sinônimo de “reeducação alimentar”. E não é bem assim! Vamos entender...

DIETA é assumir que existem alimentos saudáveis e não saudáveis.
 
Dieta é... supervalorizar um alimento qualquer só porque ele “está na moda” ou está sendo mais falado pela mídia.
 
Dieta é... assumir que determinados alimentos são “milagrosos” ou têm “super poderes”.
 
Dieta é... achar que “doce engorda”, não importando a circunstância e a quantidade.
 
Dieta é... assumir que as nossas escolhas alimentares são puramente racionais, fruto somente do nosso conhecimento nutricional e do auto-controle que temos sobre nós próprios.
 
Dieta é... se convencer de que o valor nutricional dos alimentos é mais importante do que as vontades individuais e nossos gostos alimentares.
 
Dieta é... sentir culpa ao comer algo que alguém determinou que eu não deveria comer.
 
Dieta é... desrespeitar os sinais de fome, apetite e saciedade que o corpo envia.
 
Dieta é... desvalorizar o papel que o prazer em comer tem na promoção da saúde holísitca (física e mental) de um indivíduo. O conceito de dieta é efêmero, muda a cada estação.
 
Dieta é... desrespeitar sua individualidade e seu corpo.

 
REEDUCAÇÃO ALIMENTAR é assumir que não existem categorias distintas de alimentos, saudáveis e não saudáveis, mas entender que o que existe de fato é alimentação saudável.
 
Reeducação alimentar é... entender o papel biopsicossocial do alimento em nossa vida.
 
Reeducação alimentar é... saber que o que de fato engorda são exageros frequentes, que muitas vezes surgem porque restringimos nossa alimentação e não nos permitimos de fato comer o que gostamos e o que queremos.
 
Reeducação alimentar é... entender e respeitar os sinais nobres de fome, apetite e saciedade que o corpo manda.
 
Reeducação alimentar é... saber de fato quando estou com vontade de comer um doce ou quando quero comer o doce para obter um conforto emocional (e saber que posso fazer isso se quiser!).
 
Reeducação alimentar é... redescobrir o prazer em comer, não importando se é bolo de chocolate ou brócolis ao vapor.
 
Reeducação alimentar requer esforço e auto-conhecimento.
 
Reeducação alimentar é... uma série de comportamentos e práticas que adquirimos para a vida toda.

Entenderam?!

Comece hoje mesmo! Se consulte com um nutricionista e descubra como é bom ter uma alimentação saudável!

Cuidados nutricionais com a pele durante o inverno




No inverno a temperatura fica mais baixa, e os ventos gelados, passamos a tomar banhos mais longos e com as temperaturas mais quentes, isso maltratam ainda mais a pele. O frio resseca a pele e a impede de produzir a oleosidade natural, que tem for função hidratar e proteger a pele.

 
Alguns cuidados com a pele são imprescindíveis para que ela se mantenha saudável. E a alimentação pode te auxiliar da seguinte forma:

 
Hidrate-se!
 
Uma adequada hidratação, e o primeiro passo para deixar a pele bonita, e livre de ressecamentos.

Aumente o consumo de alimentos fontes de vitamina B!
 
Eles aumentam a produção oleosidade da pele, consuma leguminosas, pães e cereais integrais ou enriquecidos, ovos e verduras escuras para obtenção de vitaminas do complexo B.

Escolha os alimentos ricos em antioxidantes!
 
Esses combatem os radicais livres, que são fundamentais na produção de colágeno. Ex.: frutas ricas em vitamina C, como morango, framboesa, laranja, mexerica, limão, cereja, goiaba e outros vegetais, como as verduras verde-escuras, brócolis, repolho e cenoura.

Aposte em nozes, castanhas, amêndoas e soja!
 
São ricos em vitamina E, selênio e antioxidantes. A soja é uma leguminosa possui isoflavonas que evitam o ressecamento e ainda hidratam a pele.
 
Outros cuidados que são muito importantes...
 
Use sempre sabonetes neutros, evite esfoliações intensas e mesmo nos dias nublados e com chuva, o protetor solar é essencial! Aliás, existem filtros associados a hidratantes. E claro, sempre que possível, procure um dermatologista e nutricionista!

Vitamina de maçã com quinua


A combinação nutritiva que vai turbinar seu treino



Ingredientes 

1 maçã grande sem casca e picada 
1 copo de iogurte natural
1 colher (sopa) de quinua em flocos 
2 colheres (sopa) e mel 

Modo de preparo
Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até ficar homogêneo. Sirva a seguir. 
© Blog da Magda Vieira - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Giovanna Lacerda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo