Blog da Magda Vieira; Nutrição, Saúde e Bem-Estar

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Hidratação e desidratação no idoso



A água, assim como o ar, é fundamental para nossa saúde. Nosso corpo é constituído por 2/3 de água. O nosso sangue, que é responsável pelo transporte de nutrientes até as células,ou seja, vital para o funcionamento do nosso corpo, é líquido, consequentemente, riquíssimo em água.

Só temos uma via de “entrada” de água: a boca. Ao bebermos a água, ela será absorvida por todo o nosso intestino e enviada para todas as partes do corpo; entretanto, temos várias formas de saída: após a filtração dos rins, pela urina; no bolo fecal; pelo suor, a respiração. Todas essa vias de “saída” são constantes, daí a necessidade de beber 1,5 a 2 litros de água por dia, ou, para ser mais específico em idosos, 30 ml de líquidos por quilo de peso atual.

No idoso, a desidratação se faz presente mais frequentemente, pois o mecanismo da sede está muitas vezes deficiente. O fato de não sentir sede, faz com que idosos não procurem beber ou solicitar água. Ainda, essa deficiência na sensação de sede pode dar impressão de que o idoso, não precisa de tanta água como quando era jovem, entretanto, não há uma diminuição da necessidade da água com a idade.

Como hidratar:

- Oferecendo e insistindo com a ingestão de pelo menos 5 copos de 200 ml de água, ou, 10 copos de 100 ml ao dia;

- No caso de recusa à água, substitua por chá de frutas (lembrem que chá de ervas pode interagir com medicamentos);

- Oferecer frutas amassada, picada,liquidificada ou cozida (a fruta é rica em líquidos);

- Oferecer leites (o idoso costuma aceitar bem o café com leite);

- Oferecer suco de frutas natural, aproveite os horários das 10h, almoço e jantar;

- Se o idoso apresentar disfagia (dificuldade de deglutição) e necessitar de líquidos espessados, espesse com espessantes industrializados ou acrescente banana , mamão ou abacate aos suco de frutas natural ou leite (vitamina). Ofereça na consistência de creme.

Quais os sinais do idoso desidratado:
 
- Fraqueza;
- Gemedeira;
- Aumento da agitação psicomotora;
- Indisposição para realização das atividades diárias;
- Dores de cabeça;
- Boca seca ou com pouca saliva;
- Choro sem lágrimas;
- Diminuição da urina ou urina concentrada(de cor forte);
- Diminuição da pressão arterial;
- Aumento da freqüência cardíaca;
- Letargia e sonolência;
- Pele que ao pinçar com os dedos, demora para voltar ao normal.

Consequências da desidratação
 
Sonolência excessiva, confusão mental e morte.

ATENÇÃO!

- Aos idosos que necessitam ser medicados com diuréticos.

- Diarreia: Oferecer soro caseiro após cada evacuação, além da hidratação recomendada para as situações naturais do dia-a-dia;

- Dias muito quentes ou febre com suor excessivo: reforce a oferta de líquidos.

Preparo do soro caseiro: 1 litro de água fervida ou filtrada, 2 colheres de sopa cheias de açúcar, 1 colher de café de sal.

É importante ressaltar que em caso de desidratação grave, com sonolência excessiva e/ou dificuldade de ingestão de líquidos, procure atendimento médico imediatamente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Blog da Magda Vieira - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Giovanna Lacerda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo