Blog da Magda Vieira; Nutrição, Saúde e Bem-Estar

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Dieta Dukan - Mais uma dieta da moda?!?


Atendendo a pedidos dos meus querido leitores, pacientes e amigos, vamos falar um pouco sobre essa nova dieta da moda. A Dieta de Dukan

O Atkins francês Não dá para negar. O programa de emagrecimento de Dukan é uma releitura da famosa Dieta de Atkins, criada nos anos 1960. A versão americana foi recriminada por médicos e nutricionistas por permitir o consumo indiscriminado de bacon e carnes gordas - um verdadeiro atentado ao coração. A proposta de Dukan é mais saudável, pois sugere o consumo de proteínas vindas das carnes magras (sem gordura embutida), frango e peixes. Ele também teve o cuidado de indicar apenas as gorduras boas - consideradas amigas do peito. E, mesmo assim, só no fim da dieta, na fase da estabilização do peso. Antes disso, o uso de óleo é liberado em doses mínimas, apenas o suficiente para você grelhar ou refogar um alimento.

Como funciona? Será que funciona? Vamos analisar os pós e contras. 
A dieta do momento na Europa, criada pelo médico e nutrólogo Pierre Dukan, promete manutenção do peso por toda a vida. Será?!? E vem acompanhada da frase mágica "comer sem restrição". Na teoria, em parte, é verdade: você pode se fartar de proteína - nutriente principal (e praticamente único) da fase de ataque, a primeira do programa composto de mais três etapas (transição, consolidação e estabilização). 

Apesar de ter a pegada de “coma o quanto quiser”, ela é bem restritiva, e a falta de carboidratos é sua principal característica. A rapidez no emagrecimento também é evidente, e isso, sabemos que não é saudável.

Algumas famosas que aderiram a essa dieta da moda!
Mas, antes de tirar conclusões, vamos ler mais.

Dieta de fases... Curiosa para saber como funciona? Na primeira fase da dieta, que pode durar de um a cinco dias, dá para enxugar até 2 quilos comendo carne magra, frango e peixe à vontade, além de porções moderadas de ovo e queijo e iogurte 0% gordura e leite desnatado. E água, muita água! Depois, você recebe sinal verde para verduras e legumes (menos batata), e continua emagrecendo - mais lentamente, é claro. Mas dá para ficar nessa etapa até atingir seu objetivo na balança. A terceira fase libera fruta e porções controladas de pães e massas integrais. Os carboidratos refinados (pães, massas e biscoitos feitos com farinha branca, pobre em fibras) ficam de fora. Eles têm alto índice glicêmico - no processo digestivo viram açúcar muito rápido, prejudicando o trabalho da insulina, o hormônio que cuida de levar a glicose para dentro das células. Com isso, sobra açúcar na circulação e esse extra é estocado na forma de gordura. Assim como o médico francês, acho que pode ser interessante inciar a dieta comendo apenas proteína - o objetivo é restabelecer a função da insulina e facilitar a perda de peso. Mas isso deve ser muito bem acompanhado por um nutricionista, e um detalhe muito importante, se essa pessoa estiver em condições de saúde recomendado para fazer tais restrições. Na quarta e última etapa, o cardápio volta a ter de tudo. MAS ISSO PODE TE LEVAR A UM EFEITO SANFONA!

Fase 1: ataque: É a etapa mais radical e curta: o objetivo é preparar o organismo para responder melhor à dieta. Carne, peixe e ave podem ser consumidos à vontade. Mas, se quiser sugestões de quantidade, como montar as melhores combinações (incluindo iogurte 0% de gordura, leites desnatados, queijos brancos, gelatinas,chás e etc). Procure um nutricionista!

Água é importantíssimo: ela facilita o funcionamento dos rins e evitar que fiquem sobrecarregados com a proteína. Beba de 2 a 3 litros por dia. 

Temperos: você pode usar ervas, alho, cebola e alho para preparar a comida e o mínimo de gordura (azeite, de preferência) para refoga

Fase 2: transição: Nesta etapa você pode pôr verduras e legumes à vontade no prato, mas em dias alternados. Ou seja: um dia segue o cardápio da fase 2 e no outro da fase 1, só com proteína. Mantenha essa alternância por um tempo, que será definido com seu nutricionista. Sugestões de quantidade, como montar as melhores combinações (incluindo verduras, legumes e suas preparações). Procure um nutricionista!

*Introduza as frutas e duas fatias de pães uma vez ao dia. Tubérculos e cereais integrais podem ser consumidos em duas refeições na semana.
*1 porção de fruta (exceto banana, abacate, cereja e castanha) por dia: considere porção uma unidade para frutas de tamanho médio como maçã, pera, laranja, pêssego ou nectarina. Para as frutas maiores e menores, a porção é uma taça de morangos, uma fatia de melão ou de mamão, dois kiwis, dois damascos, uma manga pequena ou metade de uma grande.

Segundo a teoria do Dro Dukan, se você emagreceu o desejado, está pronto para começar a fase 3. Ela é calculada em função do peso perdido: 10 dias para cada quilo que se foi. Exemplo: se você perdeu 5 quilos, deve seguir essa fase por 5 vezes 10 dias, ou seja, 50 dias. Proteínas e vegetais continuam sendo prioridade, sem a necessidade de alternância.

Na 3º fase também dá direito a duas refeições semanais "de gala", quando é possível consumir qualquer tipo de alimento, com duas condições: nunca repetir o prato e não fazer duas refeições deste tipo seguidas. Intercale ao menos uma refeição entre essas duas de gala. E, por medida de segurança, é fundamental eleger um dia da semana para fazer a dieta só com proteínas, a mesma adotada na fase 1.

Fase 4: estabilização: Pronto, a partir daqui nada mais é proibido - você pode ter uma alimentação normal. Porém, uma vez na semana, deve repetir um dia do cardápio da fase 1, só com proteína (isso a vida toda). É o segredo para não voltar a engordar. Outra recomendação é adotar o consumo diário de três colheres de sopa e farelo de trigo e de aveia. São alimentos que garantem uma boa dose de fibras solúveis - indispensáveis para saciar e manter o intestino saudável, o que também é estratégico para que você deixe de brigar com a balança de uma vez por todas. PODE LEVAR MAIS UMA VEZ O EFEITO SANFONA! CUIDADO!

Observação importante: Nada pode ser frito, todos os alimentos devem ser cozidos, grelhados ou assados. Cuidado na hora do tempero: não acrescentar molhos, pode ser usado azeite (com moderação, uma colher de sopa por dia), sal (com moderação) e ervas.

Em tudo na vida existe os pós e contras. Essa dieta da moda, não é negativa e nem positiva. Nós, nutricionista lutamos para que você tenha uma vida melhor. Isso inclui, uma vida saudável, que vem com uma reeducação alimentar e hábitos saudáveis. Nada deve ser terminantemente proibido e nem liberado. Ou seja, aprender a se alimentar bem para toda vida, praticar atividades físicas, ter atitudes positiva e dai vai. Essas dietas da moda podem trazer resultados momentâneos. Mas o resultado que queremos que você tenha é o resultado que te acompanhe até a velhice.

PROCURE UM NUTRICIONISTA!








Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Blog da Magda Vieira - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Giovanna Lacerda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo