Blog da Magda Vieira; Nutrição, Saúde e Bem-Estar

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Intolerância à lactose.


De uns tempos para cá, o diagnóstico tem se tornado comum.

Já contei em alguns post atrás sobre esse meu histórico de intolerante a lactose desde 2011. De lá pra cá, venho aprendendo a conviver com a negação a vários alimentos que nos rodeia e fazem parte do nosso dia a dia em prol de um bem maior.
Mas o que é essa coisa, afinal? É a intolerância do organismo ao açúcar encontrado no leite, a lactose. Essa disfunção é causada por uma deficiência da enzima lactase, que digere o tal açúcar. Ou seja, os alimentos ricos em lactose não são digeridos, provocando cólicas (muita dor), flatulência, edema e diarreia persistente. A intolerância à lactose pode estar presente desde sempre ou aparecer somente na fase adulta que foi o meu caso. Não tem cura, mas tem jeito! Veja as recomendações.

Evitar o consumo de leite (vaca, cabra, búfala) e derivados como queijo fresco, creme de leite, manteiga, leite condensado, sorvete, chocolate e daí vai.

Atenção! Os rótulos dos alimentos como bolos, pães, biscoitos, tortas, pudins, panquecas, cremes, molhos e algumas margarinas devem ser sempre lidos para você descobrir a possível presença de leite na composição. Alguns alimentos rotulados como não lácteos contêm leite, fique atento! 

A redução severa do consumo de leite pode resultar em deficiência de cálcio. Por isso, consuma outras fontes desse nutriente, como: couve, brócolis, milho, beterraba, espinafre, alface, agrião, lentilha, feijão, quiabo, abóbora, semente de gergelim, soja, tofu (queijo de soja), aveia, peixes e gema de ovo.

Os produtos fermentados iogurte e leite fermentado e queijos maturados podem ser tolerados, para quem tem uma leve intolerância a lactose, pois possuem baixos teores de lactose. 

O leite materno contém lactose, mas o aleitamento não deve ser interrompido, mesmo que o bebê tenha intolerância ao nutriente, a não ser em casos específicos e orientados pelo médico e nutricionista. O que a mãe deve fazer é excluir o leite e alimentos derivados de sua alimentação e da criança.

É permitido o consumo de frutas, verduras, carne bovina, frango, peixes, peru, pães, pudins e bolos feitos sem leite, bolachas de água e sal, gelatinas, ovos e outros que não contenham lactose.

Após a melhora do quadro de intolerância, aposte em leites mistos (de vaca com de soja, por exemplo), testando a aceitação do seu organismo ou adote uma vida sem leite e seus derivados.

Tudo no início pode parecer difícil, mas com o tempo, com novos hábitos, tudo se transforma no seu estilo de vida!

Opte sempre pela saúde!!!!

Beijos....
See you...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Blog da Magda Vieira - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Giovanna Lacerda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo