Blog da Magda Vieira; Nutrição, Saúde e Bem-Estar

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

OS ALIMENTOS MERECEM RESPEITO…vamos evitar o desperdício!



A cada ano são desperdiçados mais de 1,3 bilhões de toneladas de alimentos, número que representa 1/3 dos alimentos que vão para a mesa do consumidor. Dos alimentos que vão à mesa, 1/3 é novamente desperdiçado.

O desperdício acelerado de alimentos contribui para o aumento da produção de lixo, impactando negativamente no meio ambiente e na economia global.

Segundo o relatório da ONU, mais de 860 milhões de pessoas passam fome pelo mundo, simplificando, a cada 9 pessoas 1 passa fome, este número é alarmante. Minimizar este impacto será uma mudança de cada um de nós.

O reaproveitamento é uma das formas de minimizar as perdas. Antes de tudo, deve-se analisar se partes como; folhas, talos, cascas, bagaço e sementes estão próprias para o consumo; separar bem o que tiver alteração de cor e odor, essas devem ser descartadas. E então, é só usar a criatividade.

Podemos utilizar as cascas das frutas em doces, bolos e sucos. As cascas de legumes ou talos podem ser uma opção para um mix de folhas raladas ou um patê cremoso.

Além das frutas e legumes, podemos utilizar também a sobra do almoço e reaproveitar no jantar. A sobra de arroz que pode virar um risoto, o restinho de feijão, uma sopa com legumes, a carne cozida, um lanche de carne desfiada para ser servido a tarde.

Precisamos ficar muito atentos à cocção, armazenamento e consumo imediato. Não devemos reaproveitar alimentos que ficaram em temperatura ambiente ou que passaram da data de validade. Deste modo vamos consumir os alimentos com o devido respeito que merecem.

Fonte: Meu Nutricionista

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Feliz Natal


Oi genteeeeeeeeeeeeeee....

Não poderia deixar de escrever um post nesse dia que para mim, é o melhorrrrrrrrrrrrrrrrrrr dia do ano.... se bem que nem sei mais qual o melhor dia do ano para mim... são tantos. Mas o natal, com certeza me encanta, me enche de esperança, me inspira, me emociona e acredito que isso vem sobre muitas pessoas.

Quero desejar a todos vocês um natal, cheio de bençãos e que isso possa ser dividido com seus famíliares. Que esse momento mágico tome conta de vocês, que esse momento passe da religiosidade, passe do consumismo, do modismo, de ser apenas mais uma comemoração e vire um momento especial na vida de todos vocês.

Acredito que esse é um momento que, mais importante que um presente é estar presente. Isso sim, transcende a qualquer valor!!!

Que o verdadeiro motivo de tudo, a presença de Jesus Cristo, venha sobre todos vocês, trazendo paz, alegria, amor, esperança e vida.



Feliz Natal!!!!!

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

A IMPORTÂNCIA DOS ANTIOXIDANTES

O nosso corpo vive em transformação, muitas reações químicas fazem com que haja formação de espécies reativas de oxigênio, que chamamos de radicais livres, moléculas desalinhadas, confusas, sem sintonia, que podem prejudicar diferentes tipos de células, incluindo as proteínas, lipídios, carboidratos e vitaminas.

Esta reação enzimática está ligada a vários tipos de doenças, as pesquisas científicas concluem que uma dieta balanceada e rica em antioxidante pode reduzir risco de doenças.

O papel do antioxidante é trazer equilíbrio a célula, fazer com que os compostos trabalhem sincronizados e com sinergia, trazendo a homeostase (o corpo trabalhando em equilíbrio) para o ambiente celular, evitando assim doenças como câncer, diabetes, catarata, artrite, envelhecimento precoce, doenças cardiovasculares, Alzheimer e Parkinson.

Muitos alimentos têm características antioxidantes, tempos atrás já se sabia os benefícios deles, as pesquisas atuais confirmam e consolidam, concluindo que são propício para o nosso dia a dia. O meio externo em que vivemos é nocivo para nossas células, doenças crônicas, poluição, stress, alimentação inadequada, consumo de álcool e cigarro, mesmo indiretamente, contribui para aumento da produção de radicais livres.

Devemos inserir diferentes tipos de antioxidantes em nossa alimentação, com horários propícios, para o máximo de absorção das qualidades dos alimnetos.

Muitos nutrientes exercem esse papel, como ferro, zinco, vitaminas A e C, selênio, ou seja, devemos incrementar nossas refeições com carnes vermelhas, frutas cítricas, verduras verdes escuras, oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas), frutas e verduras amarelo alaranjados.

Procure um nutricionista, nós compreendemos sua rotina e orientamos o melhor modo de aproveitar os benefícios dos alimentos. Com certeza, seu corpo irá agradecer!

Fonte: Meu Nutricionista

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

É só chover que você fica com fome?


Oi genteee!!!

O que os dias chuvoso são para vocês?!?!

É claro que sempre terá aquele que detesta, aquele que sente sono, aquele que sente fome, aquele que fica deprimido, o que sente falta de casa, o que sente falta de um amor, aquele que sente tédio e o agradecido.

Sempre me vem a mente, agradecer, ver um filme debaixo das cobertas ou ler ou dormir. kkkk... Mas isso nem sempre é possível, então tento mudar o meu querer. Chuva pra mim, tem cheiro de amor, união, gratidão e brigadeiro. kkkkkkkkkkk... Mas esse meu brigadeiro é preparado de uma forma toda especial, sem lactose, mas que também é facilmente substituído por qualquer outro alimento, se eu analisar que realmente estou com fome ou se é uma simples vontade de comer.

O que você tem feito? Isso tem real sentido na sua vida?


Tenho atendido vários pacientes que me relatam que a primeira coisa que os vem a mente é comer. E se a chuva for branda ou durar mais de duas horas, não resistem e se acabam em comida.

Não faça isso, o arrependimento é um péssimo sentimento, e é o que a maioria sente assim que a chuva se vai ou se sente com a barriga estufada. Busque outras distrações, busque fazer algo que nunca fez ou que te dê prazer, desde que não seja comer!

Siga firme com suas metas e objetivos independentemente do contexto. Faça com que tudo coopere para o seu bem!

Beijos....

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Orégano ajuda a diminuir consumo de sal...

Pesquisadores brasileiros fizeram uma descoberta que promete ajudar não apenas os hipertensos, mas também as pessoas com pressão normal arterial a controlarem seu consumo de sal.

"Nós conseguimos comprovar cientificamente uma recomendação culinária comum que ouvimos no dia a dia: a de substituir o sal por temperos como orégano ou ervas finas," disse Patrícia Teixeira Villela, da USP em Ribeirão Preto (SP).

Enquanto a ingestão diária máxima de sal recomendada pela Organização Mundial de Saúde é de até 5 gramas,no Brasil o consumo diário de sal pode chegar a 12 gramas.

Sal no pão

Patrícia testou a inclusão do orégano no pão francês. Os testes foram realizados em 4 grupos, compostos, cada um, por cerca de 30 pessoas (homens e mulheres): idosos hipertensos, idosos normotensos, jovens hipertensos e jovens normotensos.

O primeiro tipo de pão avaliado era semelhante ao produzido na padaria: com teor de sal de 1,8%. O segundo tipo de pão tinha uma quantidade inferior de sal: 1,2%; e o terceiro tipo tinha uma quantidade maior de sal: 2,4%.

"Os hipertensos, tanto idosos como jovens, preferiram o pão com maior teor de sal", conta a pesquisadora, ressaltando que não é possível concluir se a pessoa ficou hipertensa porque come muito sal ou se ela come muito sal porque é hipertensa. "O que se sabemos é que o número de botões presentes nas papilas gustativas [responsáveis pelo reconhecimento do sabor das diferentes substâncias] diminuem conforme a idade", diz.

Orégano no pão

Para o segundo experimento, os pães foram fabricados com os 3 teores de sal mas, desta vez, a pesquisadora adicionou orégano durante a fabricação.

A maioria dos participantes hipertensos passou a preferir o pão com orégano com teor de sal igual ao pão de padaria (1,8%). Os normotensos - com pressão arterial normal -, que no primeiro experimento escolheram o pão da padaria, passaram, no segundo experimento, a gostar mais do pão de orégano com menos sal (1,2%).

A ideia inicial da pesquisadora era utilizar vários tipos de temperos, como alho, cebola, alecrim e coentro moído, mas os padeiros a convenceram a utilizar apenas o orégano. "Trata-se de um tempero mais comum e a aceitação seria maior e não interferiria no crescimento e consistência do pão, o que poderia influenciar na escolha dos participantes," relata ela.

Fonte: Diário da Saúde
© Blog da Magda Vieira - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Giovanna Lacerda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo